terça-feira, 16 de agosto de 2016

Estudante brasileira foi selecionada para Feira Internacional de Ciências do Google

A estudante Maria Vitória Valoto, de 16 anos, de Londrina, no norte do Paraná, será a única representante do Brasil e da América Latina na Feira Internacional de Ciências do Google, que será realizada no fim de setembro nos Estados Unidos.
A paranaense, que está no 2° ano do Ensino Médio, desenvolveu um sachê com uma enzima que quebra a lactose do leite comum, e isso faz com que a bebida possa ser consumida por pessoas com intolerância à lactose. O trabalho da londrinense é um dos 16 selecionados no mundo.
A Feira do Google é a maior competição on-line global de ciência e tecnologia aberta para estudantes de 13 a 18 anos. Esta será a sexta edição e contou com mais de mil trabalhos inscritos. Na última etapa, o projeto de Maria Vitória concorreu com outras 100 pesquisas de todo o mundo. Entre os selecionados para a etapa final, há desde um teste de bafômetro que pode prever o câncer de pulmão até um filtro de carbono para diminuir significativamente o desperdício de isopor.

O projeto de Maria Vitória vai concorrer com pesquisas realizadas por estudantes dos Estados Unidos, Índia, África do Sul, Arábia Saudita, Zâmbia, Malásia e Singapura. Não há nenhum representante da Europa. A premiação será divulgada em 29 de setembro. O melhor projeto receberá uma bolsa-estudo de R$ 50 mil dólares.
http://g1.globo.com/pr/norte-noroeste/noticia/2016/08/pesquisa-de-estudante-paranaense-representara-o-pais-em-feira-do-google.html

domingo, 19 de junho de 2016

Reflexão


  Se você abre uma porta, você pode ou não entrar em uma nova sala. Você pode não entrar e ficar observando a vida. Mas se você vence a dúvida, o temor, e entra, dá um grande passo: nesta sala vive-se! Mas, também, tem um preço... São inúmeras outras portas que você descobre. Às vezes curte-se mil e uma. O grande segredo é saber quando e qual porta deve ser aberta. A vida não é rigorosa, ela propicia erros e acertos. Os erros podem ser transformados em acertos quando com eles se aprende. Não existe a segurança do acerto eterno.
   A vida é generosa, a cada sala que se vive, descobre-se tantas outras portas. E a vida enriquece quem se arrisca a abrir novas portas. Ela privilegia quem descobre seus segredos e generosamente oferece afortunadas portas. Mas a vida também pode ser dura e severa. Se você não ultrapassar a porta, terá sempre a mesma porta pela frente. É a repetição perante a criação, é a monotonia monocromática perante a multiplicidade das cores, é a estagnação da vida... Para a vida, as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens!
Içami Tiba