domingo, 21 de junho de 2015

Como incluir as entrevistas na pesquisa

Após a coleta de dados, o estudante deve organizar estes, quer dizer, ler as respostas uma a uma, contá-las e organizá-las. Nas pesquisas quantitativas, no caso de questionários, basta contabilizar as respostas de cada alternativa. 
Exemplo de pesquisa quantitativa
Faixa etária
Frequência
%
15 a 19 anos
34
12,3
20 a 29 anos
76
27,5
30 a 39 anos
62
22,5
40 a 49 anos
36
13,0
50 a 59 anos
48
17,4
acima de 60 anos
20
7,2
Total
276
100

Se tiver que realizar a tabulação de uma pergunta aberta ou de uma entrevista, é necessário padronizar as respostas por categorias antes da tabulação.

Exemplo a partir da pergunta:  O que é necessário investir em Brasília?
Aumentar as linhas de metro.                    
Mais ônibus em boas condições           Categoria: TRANSPORTE
Ônibus e metrôs.
----------------------------------------------------------------------------------------------
Prender os bandidos.
Leis mais rígidas                                Categoria: SEGURANÇA
Policiamento

Depois de criar as categorias, basta identificar a frequência de cada uma, como mostra a tabela:

Investimento
Frequência
%
Prisões
1
0,4
Pavimentação de ruas
10
3,6
Oportunidades de emprego
7
2,5
Energia elétrica
5
1,8
Pavimentação de ruas
5
1,8
Não sei
3
1,1
Nada
8
2,9
Saúde
62
22,4
Áreas verdes
11
4,0
Segurança
101
36,5
 Bibliotecas
16
5,8
Trânsito
17
6,1
Educação
31
11,2
Total
277
100,0
 Os resultados mostram que a maioria considera que segurança (36,5%) é uma questão importante em Brasília. Para 22,4% dos entrevistados, Brasília requer um sistema de saúde melhor. Outros 1,1 dos respondentes não  souberam responder à questão.
 Os dados precisam ser classificados em subgrupos e reunidos para comprovar ou não as hipóteses de pesquisa. Para apresentação dos resultados, pode-se recorrer à tabelas, quadros ou gráficos. 
  •  Quadros são informações textuais agrupadas em linhas e colunas, e tabelas são informações geralmente numéricas.
  •   Ilustrações - é importante após estas, na parte inferior, indicar a fonte consultada (elemento obrigatório, mesmo que seja produção do próprio autor), legenda, notas e outras informações necessárias à sua compreensão (se houver). A ilustração deve ser citada no texto e inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere.

Exemplo:
 Figura 56 -  Charge social publicada, em 1885, na revista Marumaru chimbum

Fonte - Mangá: o poder dos quadrinhos japoneses

  •  As tabelas devem ser citadas no texto, inseridas o mais próximo possível do trecho a que se referem.

Um ponto importante que vale destacar é que os gráficos, tabelas e quadros DEVEM SER CITADOS no próprio texto. 
Exemplo:
De acordo com 85% dos estudantes, as disciplinas obrigatórias de biblioteconomia não os capacitam para o ensino da leitura. Outros 15% afirmaram que  as disciplinas de Biblioteconomia capacitam profissionais para lidar com a leitura. O Gráfico 48 apresenta os resultados.

Gráfico 48 – Disciplinas de biblioteconomia e formação do leitor

 Fonte: Elaboração Própria

Além de apresentar os dados da pesquisa, é necessário discutir os resultados. Por exemplo, 51% dos estudantes concordam que o uso do celular interfere nos estudos. O que isso significa?
Cabe ao estudante/escritor elaborar uma explicação para os dados. Contudo, as explicações devem ser embasadas na literatura da área. A interpretação busca dar significado as respostas encontradas, vinculando-as com dados da literatura  e os objetivos propostos na pesquisa.
    
  NÃO ESQUECER!
O pesquisador deve ultrapassar a mera descrição dos resultados obtidos, acrescentando algo novo ao que se conhece sobre o assunto.
       
REFERÊNCIA                            
GASQUE, Kelley C. G. Dias. Como fazer apresentação dos dados e análise dos resultados de pesquisa? Disponível em: http://kelleycristinegasque.blogspot.com.br/2013/09/como-fazer-apresentacao-e-analise-dos.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário